Recortes Históricos - 1 centavo - Bronze - 1922

Abaixo são apresentados 3 recortes de imprensa que abordam um dos maiores mistérios da numária portuguesa. Contam um pouco a história da moeda de 1 centavo de 1922.


 Clique nas imagens para aumentar o tamanho. Clique aqui para conhecer toda a história da moeda mais rara da República Portuguesa.

Sítio Arqueológico do Vale do Côa

O Vale do Côa é considerado como um dos mais importantes sítios de arte rupestre do mundo e é o mais importante sítio com arte rupestre paleolítica de ar livre. Aqui foram identificados cinco dezenas de núcleos de arte, ao longo dos últimos 17 quilómetros do Rio Côa, até à sua confluência com o Douro. Estes núcleos apresentam gravuras datadas, na sua maioria, do Paleolítico superior (mais de 10.000 antes do presente) mas o vale guardou também exemplos de pinturas e gravuras do Neolítico e Calcolítico, gravuras da Idade do Ferro. A arte do Côa foi classificada como Património da Humanidade em 1998 pela UNESCO. A moeda da autoria de António Marinho tem no anverso a representação ampliada de uma parte do conjunto representativo de gravuras da Rocha 1 situada na Canada do Inferno. No centro desta face o escudo nacional e o valor facial. No reverso surgem reconstruídas de forma mais completa as figurações delineadas no anverso. No centro o símbolo do Património Mundial e a identificação da moeda, «Sítio Arqueológico Vale do Côa».
Código: 12500205 | Escultor: António Marinho | Série: Série Património Mundial | Data de Lançamento: Dezembro de 2010 | Valor Facial: 2,50€ | Metal: Cuproníquel | Acabamento: Normal | Diâmetro: 28,00mm | Limite de Emissão: 120.000 | Peso: 10g |Fonte: INCM

Património Arquitectónico «Terreiro do Paço» (Normal)

O Terreiro do Paço também conhecido por Praça do Comércio, está situado na Baixa de Lisboa, junto ao rio Tejo e é considerado por muitos como a porta de entrada de Lisboa. Nesta zona situava-se o Paço da Ribeira que foi durante cerca de dois séculos o palácio dos reis de Portugal. Com o terramoto de 1755 todos os edifícios foram destruídos. A praça, tal como existe hoje, foi um dos elementos fundamentais do plano de reconstrução da Baixa do Marquês de Pombal, e o Terreiro do Paço é uma das maiores praças da Europa, com cerca de 36.000 m². No ano em que a Série Europa é dedicada ao tema «Património Arquitectónico da Europa», a Imprensa Nacional-Casa da Moeda participa no projecto com uma moeda dedicada Terreiro do Paço, da autoria de Isabel Carriço e Fernando Branco. Na concepção da moeda os escultores escolheram o Terreiro do Paço como símbolo do património arquitectónico. Os blocos de edifícios, o Arco da Rua Augusta e a estátua de D. José I no reverso e as colunas e arcos no anverso reproduzem a maior praça portuguesa e o ícone da Baixa Pombalina.

Código: 12500204 | Escultor: Isabel Carriço e Fernando Branco | Série: Série Europa | Data de Lançamento: Junho de 2010 | Valor Facial: 2,50€ | Metal: Cuproníquel | Diâmetro: 28,00 mm | Limite de Emissão: 120000 | Peso: 10g | Fonte: INCM

Campeonato do Mundo de Futebol - África do Sul 2010

Para celebrar o Mundial da FIFA – África do Sul 2010 a INCM emite uma magnífica moeda comemorativa, em prata, com acabamento proof da autoria do escultor Carlos Marques. A moeda celebra a festa do futebol à escala mundial assim como a presença da selecção portuguesa neste tão importante evento. Com um valor facial de 2,5 € a moeda simboliza em ambos as faces uma multidão em festa, confundindo-se com o próprio continente Africano que desta forma extravasa a sua alegria e contentamento, sendo ainda destacados os elementos nacionais da moeda. Finalmente é ainda visível no reverso o símbolo oficial da competição.
Código: 12500191 | Escultor: Carlos Marques | Série: Eventos Desportivos | Data de Lançamento: Maio de 2010 | Valor Facial: 2,50€ | Metal: Cuproníquel | Acabamento: Normal | Diâmetro: 28,00 mm | Limite de Emissão: 120.000 | Peso: 10 g | Fonte: INCM

Conversor de moeda - Taxas de câmbio

An application devoted to bringing you the exchange rates and latest currency conversion.
Um conversor de moeda que lhe fornece as taxas de câmbio actuais.

CONVERSOR DE MOEDAS

instale no seu site [ gratuitamente ]

Torre de Belém - 2,5 €

D. João II traçou um plano inovador e eficaz para proteger Lisboa e a sua barra. Esta defesa tripartida era constituída por um baluarte em Cascais, a fortaleza de S. João da Caparica e a Torre de Belém. Coube a D. Manuel II, em 1514, a tarefa de a mandar construir nomeando o arquitecto Francisco de Arruda Mestre do Baluarte de Belém. A estrutura ficou concluída em 1520 e a decoração ostenta a simbologia própria do Manuelino. Actualmente a Torre de Belém é um referente cultural, um símbolo da especificidade do país que passa pelo diálogo privilegiado com outras culturas e civilizações. Em 1983, foi inscrita, pela UNESCO, na lista de Património Cultural de Toda a Humanidade.

Código: 12500141 | Escultor: José João de Brito | Série: Série Património Mundial | Data de Lançamento: Outubro de 2009 | Valor Facial: 2,50 € | Metal: Cuproníquel | Diâmetro: 28,00 mm | Limite de Emissão: 100000 | Peso: 10 g | Fonte: INCM